Pais.

Fonte: Portal Lunetas

Postagem_21A.jpg

Os curtas metragens deste mês têm um tema em comum: os pais!

 

Eles, que podem ser tão diferentes entre si, a partir dessa seleção revelam que existem muitas formas de ser pai, filho e de se estar junto nessa jornada… Confira!

 

Para muitos, um super-herói que sabe resolver tudo (ou quase tudo) com as próprias mãos, amigo para todas as horas e quem protege os seus filhos custe o que custar, lutando para assegurar o seu lugar com amor e dedicação.

 

Para outros, ter um pai significa conviver com alguém que desperta sentimentos confusos ou que nem sempre está por perto.

 

A verdade é que esse papel não necessariamente é desempenhado por aquela pessoa que te trouxe ao mundo, mas de alguma forma te ensina a viver nele todos os dias.

 

Que tal embarcar nessa série sensível e cheia de efeitos especiais, que conta sobre as muitas versões possíveis de viver essa relação entre pais e filhos?

 

https://vimeo.com/163490772

 

Um filho revisita seu pai, que esteve por muito tempo afastado, no dia de um eclipse solar. Esse evento coincide com o reencontro dos dois, que é mesclado a todo momento com fantasias, sonhos e expectativas contadas por meio de uma incrível produção em stopmotion!

 

https://vimeo.com/99733085

 

Atrasado para trabalhar no farol que fica de frente para a sua casa, um pai deixa o seu filho sozinho e se chateia por não ter tempo de contar uma história para ele antes de dormir. Mas, mesmo longe, ele encontra um jeito criativo para estarem juntos e se divertirem nessa noite!

 

https://www.youtube.com/watch?time_continue=1&v=CvA4Gn5OudI

 

Curta metragem holandês e vencedor do Oscar de melhor animação em 2001 na sua categoria. Trata sobre a bonita espera de uma filha que se despede do pai, que sai para navegar.

EspacoSER_Logo_Base circular1.png