Higiene bucal na UTI reduz em 56% infecções respiratórias.

Fonte: Jornal da USP / Por Ferraz Jr / Radio USP    Imagem: Pixabay

Estudo foi feito com mais de 250 pacientes no Hospital das Clínicas

da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

 

Ter um dentista atuando na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pode reduzir em até 56% as chances de desenvolvimento de infecções respiratórias nesses pacientes.

 

Esse foi o resultado de estudo realizado com 254 pacientes adultos, internados na UTI do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP. O estudo integrou à equipe da UTI um cirurgião-dentista, prestando cuidados semanais aos pacientes.

 

O professor Fernando Bellíssimo Rodrigues, do Departamento de Medicina Social da FMRP, é um dos responsáveis pelo estudo.

 

Ele adianta que a presença de cirurgião-dentista em UTI é uma prática que já ocorre em alguns hospitais do Brasil, mas não havia comprovação científica da eficácia desse profissional integrado à equipe de uma UTI.

 

Ouça a entrevista, abaixo.

Quer saber mais? Fale com o Dr. Fernando Lauretti.

Cirurgião Dentista / Endodontia / Estética /

Clínica Geral

EspacoSER_Logo_Base circular1.png
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

11 97018.4621  11 99105.4551

silperez@terra.com.br  lucblauretti@gmail.com

Calçada das Tulipas, 5 / 2° Andar

Centro Comercial de Alphaville  Barueri  SP