Treinamento da atenção plena ajuda

no tratamento do TDAH...

Fonte: UOL

Postagem_222.JPG

Estudos recentes mostram que o treinamento da atenção plena pode

ajudar crianças e adultos com TDAH, em especial no tratamento do déficit de atenção

e na regulação emocional, servindo  como complemento ao tratamento habitual.

 

Pode parecer estranho num primeiro momento imaginar que crianças e adultos com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) poderiam "parar" e participar de um treinamento de mindfulness (atenção plena), que envolve técnicas meditativas.

 

No entanto, pesquisas recentes mostram que o treinamento da atenção plena pode ser adaptado para essa condição que acomete aproximadamente 5 a 10% de crianças e adultos, servindo como um tratamento complementar ao complementar ao habitual (que muitas vezes envolve medicamentos), com efeitos positivos como a melhora da concentração.

 

Assim, muitos profissionais de saúde e educadores já têm indicado mindfulness para adultos com TDAH, bem como para crianças e seus pais (eles também podem se beneficiar).

 

Os resultados das pesquisas sugerem que o treinamento em mindfulness tem efeitos positivos sobre a capacidade de atenção e de regulação emocional de pessoas com TDAH (os resultados sobre a hiperatividade ainda não são conclusivos), melhorando também a percepção de estresse e funcionalidade de pais e famílias que possuem crianças com essa condição.

 

Como funcionam os programas de mindfulness para TDAH?

Os treinamentos de mindfulness para pessoas com TDAH tem especificidades, e em geral adaptam os protocolos clássicos de mindfulness para as necessidades das pessoas com essa condição. Assim, os treinamentos são mais flexíveis e progressivos (aumentam a intensidade gradualmente).

 

Os participantes começaram a praticar por apenas poucos minutos no começo (3-5 minutos) e aumentam lentamente para exercícios de até 20 minutos.

 

Além das práticas de mindfulness sentadas (paradas), também se dá ênfase às técnicas em movimento, como a caminhada com atenção plena, e às práticas de empatia e compaixão, que são particularmente úteis para a melhor regulação emocional.

 

Como comentei, os pais e familiares de crianças com TDAH também se beneficiam ao participarem do treinamento de atenção plena.

O

que é interessante é que os efeitos positivos se multiplicam aos próprios filhos, mesmo que eles não tenham passado pelo treinamento.

 

Por exemplo, mães que foram submetidas a um treinamento de atenção plena mudaram seu comportamento em relação aos filhos frente à sua condição especial, resultando em uma melhor relação com os mesmos, o que por usa vez ajudou na melhora dos sintomas de TDAH.

EspaçoSER

EspacoSER_Logo_Base circular1.png