Buscar
  • Sempre Família

Como criar tempo e ter momentos de qualidade em família.


Fonte: Sempre Família | Foto: Bigstock


A mesma disciplina que se impõe para trabalhar deve ser aplicada para manter a saúde familiar.


Ter tempo para fazer tudo aquilo que se considera importante parece ser um privilégio para poucas pessoas, mas com organização quase sempre é possível encaixar diversas atividades ao longo do dia e da semana. Só que estar em dia com as responsabilidades e dar conta de todos os compromissos não pode afetar a família, que sempre deve ser a prioridade.


Jocely Burda, psicóloga e professora da Faculdade Estácio Curitiba, acredita que a desarmonia da família afeta a vida como um todo, por isso é tão importante preservar essa relação. “Se você não estiver bem com a família, dificilmente está bem em outras coisas. A gente é sistêmico. Estar bem na família é estar bem no trabalho, com os amigos”, revela.


Para Dhayana Inthamoussu Veiga, doutora em psicologia e coordenadora do curso de Psicologia da Universidade Positivo, todo mundo precisa ter tempo para si, mas aproveitar momentos com os filhos e compartilhar experiências dentro de casa é fundamental. Ela sugere que os familiares se reúnam para discutir ideias e criar ou manter um hábito de estarem juntos.


“É possível que o tempo de qualidade não seja com a família toda junta. Pode ter um certo rodízio”, ensina Dhayana. Ela diz ainda que, em muitos casos, nem precisa ser muito tempo, desde que bem aproveitado, em que a atenção de todos esteja voltada para uma atividade em comum. É por isso que a conversa sobre as preferências de cada um é essencial, na opinião dela.


Na dúvida sobre o que fazer, Dhayana dá sugestões. Se a família for bem ligada à televisão, assistir a filmes e programas juntos pode ser uma opção. Atividades que mexem com o corpo também são essenciais, de acordo com ela. Porque diversificar as atividades estimula a atenção. E se os pais não conseguem ler um livro junto com os filhos, mas querem interagir, podem gravar vídeos juntos contando histórias para eles.


Escrever, fazer uma sessão de fotos, brincar no chão e até passear ao ar livre são coisas simples, mas que podem fazer muita diferença no relacionamento familiar.

“A família tem que se divertir.


Quando pensar em quando foi a última vez que estiveram juntos, tem que poder pensar nessas coisas positivas”, justifica Dhayana. Manter o equilíbrio também é fundamental, para Jocely. “Às vezes precisamos dizer não para algum amigo e priorizar a família, assim como em alguns momentos dizemos não à família para ficar entre amigos”, afirma.


Jocely ainda destaca que a mesma disciplina que se impõe para trabalhar deve ser aplicada para manter a saúde familiar. Segundo ela mesmo uma simples refeição em família já deve ser motivo para ser grato. “Tem que lembrar de agradecer todos.

Cada um tem que saber o quanto é importante para o outro”, conclui.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo