Buscar
  • Afinando o Cérebro

Cuide da sua saúde auditiva.

Fonte: Afinando o cérebro

A audição nos permite perceber os sons do mundo, além de facilitar nossa comunicação. Um sentido tão essencial como esse, merece cuidado.


De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) mais de 10 milhões de pessoas têm algum problema relacionado à surdez, ou seja, 5% da população é surda. No mundo todo, segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), quase 900 milhões de pessoas podem desenvolver surdez até 2050.


E você, tem cuidado da sua saúde auditiva?

Destacamos três cuidados simples capazes de manter a audição em dia. Confira!

Fique atento às crianças


Quando está com o ouvido inflamado, a criança pode ter a sensação de ouvido tampado, mas nem sempre apresenta dor, o que pode dificultar o diagnóstico. É como se tudo que chegasse aos seus ouvidos estivesse “abafado”, prejudicando a compreensão total da mensagem e dos sons.


A otite é uma inflamação no ouvido caracterizada por presença de líquido na orelha média e é uma das infecções mais diagnosticadas entre as crianças. Quando acontecem três episódios no período de 6 meses ou 4 episódios em 12 meses, ela é considerada recorrente.

Estudos mostram que 70% das crianças com até cinco anos de idade terão algum episódio de otite.


É importante observar alguns sinais dados pelas crianças,

que podem ser sugestivos de presença de otite:

Assistir televisão com volume alto

Falar alto ou gritar com frequência

Levar as mãos aos ouvidos com frequência

Coceira frequente nos ouvidos

Sensação de ouvido tampado

Queixas escolares


Evite exposição a sons altos

A exposição a sons altos causa perda auditiva temporária ou zumbido. No entanto, a exposição repetida ou prolongada pode levar a danos auditivos permanentes, desenvolvendo assim uma perda auditiva irreversível.


Atualmente a Perda Auditiva Induzida por Ruído (PAIR) está entre as causas mais comuns da deficiência auditiva. Por isso, é preciso ter muito cuidado ao se expor aos ruídos, que estão por toda a parte: no trânsito, no ambiente de trabalho e no próprio lazer.


Para se proteger, preste atenção a cuidados como:

Utilize protetores auriculares em locais de trabalho com muito barulho, como

fábricas ou na construção civil.

Evite permanecer em ambientes fechados e barulhentos por muito tempo.

Opte por ficar longe da caixa de som em shows e festas.

Evite música alta por longos períodos.


Cuidado com os fones de ouvido

Em 2019, uma análise da Organização Mundial da Saúde apontou que as pessoas se acostumaram a ouvir música pelos fones de ouvido com um volume entre 75 e 100 dB.


Esta prática se tornou um problema global de saúde pública, pois de acordo com o mesmo levantamento aproximadamente 50% dos jovens, entre 12 e 35 anos, correm o risco de perder audição por seus hábitos de escuta com fones de ouvido, número que representa pouco mais de um bilhão de pessoas.


Alguns especialistas sugerem uma regra simples, chamada 60-60: não ouvir música com fones de ouvido por mais de uma hora em volumes acima de 60%. Se estiver em um ambiente muito barulhento, o ideal é optar por fones com cancelamento de ruído.


A prevenção é sempre a melhor opção.

Reduza o volume do seu fone de ouvido e busque o equilíbrio.


Viu como é simples?

Se perceber alguma alteração na sua audição ou no desenvolvimento auditivo de seus filhos, procure um médico otorrinolaringologista. E lembre-se, cuidar da saúde auditiva é possível e vale a pena!



1 visualização0 comentário