FAixa.JPG

A Páscoa cristã.


Fonte: Unice


A origem da celebração da Páscoa está na história judaica relatada na Bíblia, no livro chamado “Êxodo”. Êxodo significa saída, é exatamente a saída dos judeus do Egito que esse livro relata.


Quando Ramsés II, rei do Egito, subiu ao trono apavorou-se com o crescimento do povo de Israel, acreditando que esse crescimento colocava em risco o seu poder. Essa preocupação, deu início a uma série de ordens e obras que levaram os judeus a um período de grande sofrimento.


Conta a Bíblia que Deus, vendo o que se passava com seu povo, escolheu Moisés para tirá-los dessa situação, dando a ele os poderes necessários para o cumprimento da missão. Na semana em que o povo de Israel iniciou sua jornada para sair do Egito, Deus ordenou que comessem só pão sem fermento e no último dia, quando finalmente estariam fora do Egito seria comemorada a primeira Páscoa, sendo esse procedimento celebrado de geração em geração.


Essa celebração recebeu o nome de Pessach, que em judaico significa passagem, nesse caso da escravidão à liberdade. Daí surgiu a palavra Páscoa.


Para o Cristianismo, Jesus Cristo na sua ressurreição deu novo significado à Páscoa. Ele trouxe a boa-nova, a esperança de uma vida melhor. A morte de Jesus Cristo representa o fim dos tormentos. A sua ressurreição simboliza o início de uma vida nova, iluminada e regrada pelos preceitos de Deus.


O domingo de Páscoa marca a passagem da morte para a vida, das trevas para a luz. Representa uma oportunidade de fazermos uma retrospectiva em nossa vida e estabelecermos um ponto de recomeço, de sermos melhores, de sairmos do “Egito”.


A Páscoa é comemorada no domingo seguinte à primeira lua cheia da primavera (no hemisfério norte), ou seja, depois de 21 de março, e no hemisfério sul no início do outono. Por isso, a celebração ocorre sempre entre 22 de março e 24 de abril. A partir dessa data, é que fica estabelecido o período de 46 dias, conhecido como Quaresma, que vai da Quarta-Feira de Cinzas até o Domingo de Páscoa.


A celebração da Páscoa dura cerca de 50 dias. Tem início no Domingo da Ressurreição e se estende até o fim de Pentecostes, quando se relembra a descida do Espírito Santo sobre os Apóstolos, sob a forma de línguas de fogo.


Ou seja, a Páscoa é um período para agradecermos a Jesus pelo seu sacrifício, para pensarmos em todos os nossos atos e renovar os votos perante a Deus para sermos cada vez melhores e dignos. Jesus se sacrificou para nos libertar e nos dar a vida.


Nos dias atuais, quando o mundo se encontra em retiro social em virtude do COVID-19, devemos refletir sobre os fundamentos da fé cristã renovando votos de amor e de fé.


Importante: que as reuniões para as comemorações no Domingo de Páscoa sejam realizadas em pensamento, em orações, em recolhimento em suas casas, lembrando que o nosso testemunho no mundo seja a favor da justiça, da paz e da solidariedade: rumo à Páscoa definitiva, quando ressuscitaremos no “novo Céu e na nova Terra” (Ap 21,1).


A UNICE DESEJA FELIZ PÁSCOA!


EspacoSER_Logo_Base circular1.png
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

11 97018.4621  11 99105.4551

silperez@terra.com.br  lucblauretti@gmail.com

Calçada das Tulipas, 5 / 2° Andar

Centro Comercial de Alphaville  Barueri  SP