FAixa.JPG

Curiosidades sobre os gêmeos.


Fonte: A Mente é Maravilhosa


As curiosidades sobre os gêmeos começam pelo fato de eles próprios serem um acontecimento, a priori, muito pouco provável. Também existem muitos mitos sobre o assunto, e hoje iremos desfazer alguns deles.


As curiosidades sobre os gêmeos chamam a atenção desde o início da humanidade. Existem mitos famosos que falam deles, como o de Castor e Pólux na mitologia grega. No entanto, os gêmeos mais famosos são definitivamente Rômulo e Remo, fundadores de Roma.


Na maioria das culturas ancestrais, esses nascimentos duplos eram considerados um mau presságio.

Uma das curiosidades sobre os gêmeos tem a ver com o fato de que um bom número de grupos indígenas matava os dois ou o segundo a nascer. Às vezes, a mãe tinha o mesmo destino.


Os dados indicam que os nascimentos múltiplos aumentaram significativamente em todo o mundo.

Só nos Estados Unidos, a taxa de nascimentos desse tipo aumentou 76% entre 1980 e 2009, de acordo com o National Center for Health Statistics. Isso se deve aos métodos de fertilização artificial. Vamos ver outras curiosidades sobre os gêmeos.


Eles não são idênticos, uma das curiosidades sobre os gêmeos

Quando se trata de gêmeos idênticos, pensa-se que eles são exatamente iguais, mas não é esse o caso. Para começar, eles não têm as mesmas impressões digitais. No início da gestação, suas impressões são as mesmas, mas entre as semanas 6 e 13 de gravidez elas começam a se diferenciar.


Por outro lado, pelo menos 25% dos gêmeos são “espelhados”. Isso significa que um é o reflexo do outro. Desse modo, se um for destro, o outro será canhoto. Se um tiver uma marca de nascença na perna esquerda, o outro terá na direita etc.


Outra curiosidade sobre os gêmeos é que, em tese, eles têm um DNA idêntico, mas isso nem sempre acontece. Estudos indicam que em muitos casos o DNA é muito semelhante, mas essa semelhança não é de 100%. É comum haver diferenças no número de genes que constituem certas partes do DNA.


As mães dos gêmeos

Outras curiosidades sobre os gêmeos têm a ver com suas mães. Um estudo publicado no Proceedings of The Royal Society B observa que as mulheres que deram à luz gêmeos são, em geral, mais fortes e saudáveis. Tudo indica que elas poderiam ter uma vida mais longa. De qualquer forma, isso é apenas uma hipótese. Além disso, a probabilidade pode ser maior, mas outras variáveis ​​também podem entrar em jogo.


Por outro lado, foi estabelecido que mulheres mais altas também têm uma maior probabilidade de conceber gêmeos. Eles têm mais fator de crescimento semelhante à insulina, ou IGF. Essa é uma proteína secretada pelo fígado que, quando está em níveis elevados, estimula os ovários, o que, por sua vez, aumenta a ovulação.


Gary Steinman, um clínico geral do Long Island Jewish, disse que as mulheres que consomem laticínios têm muito mais probabilidade de conceber filhos gêmeos. Ele afirma que, nesses casos, a possibilidade aumenta em até cinco vezes. Para ele, isso ocorre porque as vacas também produzem IFG, que chega ao sangue pelo leite consumido.


Outras curiosidades sobre os gêmeos

As curiosidades sobre os gêmeos não param por aí. Uma das mais surpreendentes está relacionada ao caso de Mia Washington. Essa mulher teve relações sexuais com dois homens com intervalos curtos entre um e o outro. Naquele mês, seu organismo não liberou apenas um óvulo, que seria o normal, mas dois. Isso a levou a conceber gêmeos de pais diferentes.


Outro caso extraordinário é o dos gêmeos Jim. Eles nasceram em Minnesota e foram separados quando tinham apenas quatro semanas de vida. Cada um foi doado para uma família diferente e só puderam se encontrar novamente aos 39 anos. O engraçado é que ambos tinham a mesma altura e o mesmo peso, tinham gostos semelhantes em tudo, eram bons em matemática e tinham hobbies parecidos.


Foi estabelecido que os gêmeos têm contato entre si enquanto estão dentro do útero. Na verdade, foi observado que eles tocam no irmão mais do que em si mesmos. Foi possível verificar que eles fazem gestos um para o outro e que, quando tocam os olhos do irmão, o fazem com extrema delicadeza.


Não há evidências suficientes de que eles sejam capazes de se comunicar por telepatia, mas sabe-se que desenvolvem uma linguagem comum e particular: eles aprendem a “ler” as reações um do outro. Naturalmente, existem muitas outras curiosidades sobre os gêmeos, mas vamos deixar para falar delas em outra oportunidade.


EspacoSER_Logo_Base circular1.png