FAixa.JPG

Tiques nervosos.


Fonte: Canal do Educador


A ansiedade pode fazer com que uma criança ou jovem apresente algumas atitudes, hábitos que não consegue controlar, os tiques nervosos.


Puxar e enrolar os cabelos, balançar o corpo enquanto faz as refeições, balançar as pernas, roer unhas, fazer caretas, sacudir um dos ombros, dentre várias outras, podem ser um sinal de que alguma coisa não vai bem e está o incomodando.


Segundo a psicanalista Ana Lisete Frontini Pereira Rodrigues, “o tique nervoso é uma manifestação de que algo a está desagradando, mas que ela não consegue expressar. Já as manias são passageiras e manifestam alguma dificuldade temporária.”


A carência afetiva é considerada uma das causas dos tiques ou das manias, pois é a forma que a criança ou adolescente encontra para chamar a atenção dos pais, manifesta de forma inconsciente. Problemas dentro de casa também podem causar as manias ou tiques, como: brigas, discussões, alcoolismo, violência, dentre outros.


O problema pode se agravar mais quando os pais agem de forma autoritária, brigando com o filho para que não preserve o hábito. Nesse caso, é importante que a criança ou o jovem seja acolhido de forma carinhosa, com muito diálogo e respeito, como forma de ajudá-los a superar tais dificuldades.


Existem algumas formas dos pais descobrirem se os tiques nervosos estão presentes: observe os momentos e a freqüência em que os mesmos aparecem; se os movimentos estão repetitivos; tente não supervalorizar as manias, evitando comentários perto de outras pessoas, pois poderá evidenciar ainda mais o problema.


Consultar um terapeuta, a fim de buscar auxílio profissional e especializado no assunto, visando o bem-estar da criança ou do adolescente, pode ser uma boa alternativa para amenizar o problema.

EspacoSER_Logo_Base circular1.png
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

11 97018.4621  11 99105.4551

silperez@terra.com.br  lucblauretti@gmail.com

Calçada das Tulipas, 5 / 2° Andar

Centro Comercial de Alphaville  Barueri  SP