Buscar
  • Revista Crescer

"O Mundo de Karma": 5 lições que a nova animação infantil da Netflix ensina para as crianças

De forma leve e criativa, a série criada pelo rapper Ludacris aborda temas como racismo, diversidade e empatia.

Fonte: Revista Crescer

Em tempos de tanta polarização ideológica, ensinar sobre valores para as crianças nunca foi tão importante.

Assuntos como racismo, homofobia e pautas ligadas à diversidade podem ser trazidas de forma orgânica dentro de casa desde cedo, respeitando cada faixa etária.

Livros, filmes e situações do cotidiano são ótimas formas de levantar reflexões.

Apesar de alguns adultos acreditarem que não, os pequenos são bem mais espertos do que imaginamos.


Novidade no catálogo da Netflix, a nova série infantil O Mundo de Karma é uma aposta certeira para trabalhar o respeito às diferentes raças, o empoderamento feminino e a autoestima de crianças negras cacheadas.


O rapper Ludacris inspirou-se na própria filha para criar a animação, que conta a história de uma menina de 10 anos que sonha em ser uma rapper famosa e mudar o mundo com suas músicas.

Veja as principais lições da série e prepare a pipoca para sentar-se no sofá com a família:


1. Meninas podem ser o que quiserem

O cenário musical pode ser bem machista, principalmente para rappers, mas Karma mostra que isso não é um problema. Independentemente do que dizem, a menina ensina sobre coragem, força e alerta as garotas dos seus próprios poderes.


2. Representatividade

A autoestima de meninas negras pode ser muito abalada por padrões estéticos que reforçam a ideia do cabelo liso e da pele clara, características presentes na estética eurocêntrica. Ter personagens parecidos com você presentes nas telas, nas bonecas e em outros locais de referência reforçam a ideia de sua própria beleza. “Você vem de uma linha de mulheres negras com cabelos bonitos, especialmente eu”, lembra a mãe da garotinha, numa cena da série.


3. Respeito às diferenças

Em uma das cenas do episódio "Hair comes trouble" (Cabelo traz problemas, em tradução livre), um colega de Karma pede para tocar no cabelo dela. Naturalmente, ela fica desconfortável com esse e outros comentários negativos sobre seus fios. Por meio dessa e de outras histórias apresentadas na série é possível mostrar às crianças a importância do respeito às diferenças e da empatia na vida dos pequenos.


4. Racismo

Explicar o que é racismo é um desafio e tanto para os pais, principalmente porque ele pode ser muito abstrato para uma criança. As cenas do dia a dia de Karma são ótimas para ilustrar o que é o preconceito racial, sem necessariamente usar estes termos, assim como mostrar de que forma piadas sem graça podem afetar os amigos da escola, por exemplo.


5. Como falar sobre sentimentos

Karma mostra, ainda, a importância de canalizar nossas emoções e falar sobre o que estamos sentimentindo. A jovem faz isso brilhantemente com suas letras de música, mas os pais podem realizar esta troca com os filhos por meio de desenhos, conversas, brincadeiras… O que mais funcionar para a criança. Por isso, aproveite para lembrar seu filho de como Karma fica melhor depois de dizer o que sente e o deixe livre para se expressar.




3 visualizações0 comentário